7.3.17

Para quem partiu meu coração mais de uma vez


R,

Sabe como eu te encontrei? A Ju e eu estávamos com o celular uma da outra na mão, com o instagram aberto. Ela começou. Me marcou em fotos aleatórias de caras aleatórios. Um deles foi você.
Você quase que instantaneamente mandou mensagem privada. "A gente se conhece?" dizia. A Ju ainda estava com meu celular e te disse "Não, mas podia" e foi assim que tudo começou. Mas você já sabia disso, né? Eu te contei.
O fato é, (e aqui, cito A Culpa É Das Estrelas) "me apaixonei do mesmo jeito que alguém cai no sono: gradativamente e de repente, de uma hora para outra", exatamente. E a gente costumava sair, lembra?
Já repassei nossos momentos em minha mente e ainda não sei o que exatamente deu errado. Você disse que eu era ciumenta demais, mas na verdade você só entendeu mal uma brincadeira e isso não teve volta. Sei que você tinha acabado de terminar um relacionamento de 3 anos e não queria nada sério, mas eu dei pra você, sabe? Você não tem ideia de como isso foi importante pra mim. Me entreguei totalmente a você, como nunca tinha feito antes, com ninguém. Eu merecia mais consideração, não acha?
Mas tudo bem, a gente quase resolveu as coisas, e no meio tempo o interesse mútuo se perdeu. Eu estava bem, mas você não conseguiu ficar longe e isso acabou comigo de vez.
Claro que a culpa não foi só sua. "quando um não quer dois não fazem", não é mesmo? E não foi nada demais, vocês só mantiveram a amizade, mas ela não parava de falar sobre você pra mim e eu só queria superar, parar de pensar em você. Como se supera assim? Não dá.
Eu me sentia traída por ela, porque você partiu meu coração e ela se aproximou de você, mas óbvio que eu estava exagerando e explodindo de ciúmes, então eu só bloqueei esses pensamentos. Sosseguei por um tempo.
Um dia, ela me mandou uma mensagem "Tem uma amiga que tá gostando dele, tudo bem se eu juntar eles?" NÃO! Mil vezes não, foi o que eu pensei, mas eu disse que tudo bem. Naquele dia eu fui dormir chorando.
Você ficou com outra, o que é totalmente normal, já que nós já estávamos terminados (nem tenho certeza se um dia começamos), mas você tinha a porra do meu coração nas mãos e sabia disso.
Eu fiquei sabendo que não deu em nada e finalmente parei de pensar em você. Até hoje. Depois de muitos meses, finalmente consegui te encontrar de novo, mas não foi por mim. Pela Ju.
Acho que te ver de novo deixou claro que eu não tinha deixado meus sentimentos de lado  e despertou alguma coisa em você, né? Por qual outro motivo você me beijaria?
Mas claro que não te escrevi isso para perguntar no que nossa relação vai dar. Eu aprendi minha lição. Queria te dizer o quanto me fez mal para que você entenda o motivo pelo qual vou dizer o seguinte: não posso mais me acorrentar a você. O que vai acontecer quando você decidir que não me quer de novo? Quem vai ficar em cacos sou eu. Por isso, vou lutar contra as minhas vontades e o que aconteceu hoje, não pode mais se repetir. Tive a minha dose final de você e estou pronta pra te deixar de lado. Você devia fazer o mesmo. Achar alguém legal e tratá-la do jeito certo, como não aconteceu comigo.
 Mesmo assim, não guardo rancor algum. Espero que não me entenda mal, tenho a melhor das intenções.

Da (nunca) sua.

4 comentários:

  1. Anônimo08:29

    posta mais layout free

    ResponderExcluir
  2. Acredita que eu estava passando por isso meses atrás? Tive a última dose e desisti da pessoa, depois de chorar muito. Esses dias o reencontrei, e senti uma fisgada no coração, mas achei melhor ignorar.


    bruna-morgan.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?
    Adorei o seu blog, acabei de conhece-lo, que incrível!
    Eu tenho um projeto de uma editora on-line, dê uma passadinha no meu site! Se você quiser, nós (eu e a Nathy) podemos publicar algum texto seu.
    Ana | Editora Morgenstern

    ResponderExcluir
  4. "Tem uma amiga que tá gostando dele, tudo bem se eu juntar eles?" Confesso que essa frase me machucou apenas por imaginar a situação. Entendo como é difícil se revirar por dentro e, ao mesmo tempo, ter que se demonstrar forte e indiferente a situação. É angustiante.
    Fico aliviada com o desfecho do seu texto, e me senti representada em todas as palavras. Me acorrentei a mesma pessoa durante quase quatro anos, e poder me sentir livre e ver as feridas cicatrizarem, é fantástico. Espero, com toda sinceridade que poderia demonstrar, que um dia você experimente essa sensação, e principalmente, que você encontre alguém que mereça seu coração. Esse que, apenas por ler alguns textos do seu blog (seria insano dizer que li todos?), pude perceber ser tão completo de amor e sentimentos. Isso é algo incrível, acredite!

    Até logo. ♡
    palavrasagridoce.blogspot.com.br

    ResponderExcluir